Farinha de Acuri

Farinha de Acuri

Selecionar os frutos maduros, colocar em panela com água até cobrir e ferver por 30 a 40 minutos. Escorrer e deixar esfriar. Descascar e retirar a polpa com auxílio de uma faca inoxidável. Colocar a polpa fatiada em forno com temperatura média, mexendo de vez em quando, até secar totalmente (quando a polpa fica quebradiça). Esperar esfriar e triturar no liquidificador ou socar no pilão, até obter uma farinha. Peneirar, se necessário.

Irene Gresoiste – Amolar, Corumbá, MS

Dicas:

  • A farinha de acuri tem potencial para substituir a farinha de mandioca em vários pratos: no preparo de mingau, pirão, para empanar carnes, peixes e outros alimentos ou para engrossar caldos, com a vantagem de possuir maior valor nutricional.
  • Assim como a farinha de bocaiuva, a cor da farinha de acuri varia com em função da tonalidade da polpa, indo do amarelo-claro ao alaranjado. É aconselhável misturar polpas de cores diferentes para obter uma farinha alaranjada, que tem maior valor nutritivo e comercial.
  • O sabor, o alto valor nutricional e o aspecto peculiar e atrativo dessa farinha podem lhe conferir bom valor no mercado.

 

Valores Nutricionais

(Porção de 100g – Quantidade por porção)

Valor energético:  169kcal = 710kJ

Carboidratos: 21g

Proteínas: 3,3g

Gorduras totais: 8,2g

Gorduras saturadas: 3,7g

Gorduras trans: 0g

Colesterol: 0mg

Fibra alimentar: 65g

Cálcio: 174mg

Magnésio: 195mg

Fósforo: 64mg

Potássio: 1216mg

Sódio: Quantidade não significativa

Ferro: 1,9mg

Manganês: 0,28mg

Zinco: 0,53mg

Cobre: 608mg

Vitamina A: 1194mcg